ÚLTIMAS NOTÍCIAS :
Home » , , , , » Ricardo entrega projeto da segunda etapa da Translitorânea no Ministério das Cidades

Ricardo entrega projeto da segunda etapa da Translitorânea no Ministério das Cidades

Written By Alexandre Oliveira Cunha on quarta-feira, 26 de agosto de 2015 | 18:41

O governador Ricardo Coutinho entregou, na tarde desta quarta-feira (26), ao ministro das Cidades, Gilberto Kassab, a síntese do projeto de construção da segunda etapa do Sistema Adutor Translitorânea, que consiste na construção da barragem Cupissura, que terá capacidade para 9,6 milhões de metros cúbicos. A obra visa garantir oferta de água para a Região Metropolitana de João Pessoa por mais 20 anos. O ministro disse que dará prioridade à solicitação do Governo do Estado e que nos próximos dias vai repassar R$ 5 milhões.
Do total de recursos a serem repassados, R$ 1 milhão será destinado ao pagamento de projetos executivos, e o restante será colocado na execução da obra. Para o próximo ano, estima-se o desembolso de mais R$ 60 milhões para serem investidos na conclusão das obras de adutoras.
“Essa obra é essencial para toda a população da Região Metropolitana de João Pessoa, e vai beneficiar cerca de 1,5 milhão de pessoas, com uma vasão de 1.120 litros d’água por segundo”, disse o governador, complementando que a barragem vai beneficiar os municípios de Pedras de Fogo, Alhandra, Caaporã, Pitimbu e Conde, além da própria cidade de João Pessoa e dos municípios de Cabedelo, Bayeux e Santa Rita. A obra também vai beneficiar o município de Itambé, no Estado de Pernambuco. O sistema adutor Translitorânea tem aproximadamente 11 quilômetros de extensão.
O governador Ricardo Coutinho informou que solicitou ao Ministério das Cidades a homologação da Síntese do Projeto Aprovado (SPA) e a expedição da autorização do início da execução da segunda etapa do sistema adutor (AIO) para a continuidade e término da execução do empreendimento que será de grande importância para a Região Metropolitana de João Pessoa.
Segundo o secretário da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, a adutora, que já está 50% construída, vem sendo tocada com recursos no valor de R$ 55,7 milhões proveniente do FGTS. Já a barragem, que é a segunda etapa da obra, vai custar R$ 96 milhões, sendo R$ 88 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 8 milhões de contrapartida do Estado.

Secom-PB
Compartilhe este artigo :

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog 'Política hora 1... !'

MAIS LIDAS

Última semana de visualizações

 
Suporte : Isagi Gestão Pública / Alexandre Cunha |
Agência Digital: Alexandre Cunha
Copyright © 2015. Portal Hora 1 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Alexandre Cunha